Páginas

sábado, 9 de abril de 2011

EXERCÍCIO SOBRE FRASE, PERÍODO E ORAÇÃO

ESCOLA MILTON PESSOA
ALUNO(A):__________________SÉRIE:_________________
DISCIPLINA: Português    PROFESSORA: Liliam Ferraz    DATA:______
NOTA:________
                        
1. Das frases abaixo relacionadas, indique as que contêm oração ou orações:
(    ) Que dia quente!
(    ) Belas, as manhãs sertanejas!
(    ) Estou em Monteiro há onze anos.
(    ) O aluno compreende perfeitamente o olhar do professor .
(    ) Silêncio!
(    ) O sol brilhava no céu nordestino.

2.  Assinale as alternativas em que não há oração:

(              ) Havia muita gente naquela festa.
(              ) Socorro!
(              ) Que tristeza!
(              ) Aquele aluno nao se saiu bem na avaliação.
(              ) Despediu‑se da esposa antes de viajar para aItália.
(              ) Atenção, curva sinuosa!
(              ) Banco do Brasil.

3. Classifique os períodos abaixo em simples ou compostos.
a) Nestas férias, fomos conhecer Ouro Preto.____________________
b) Ninguém perguntou se ele virá ao concerto.____________________
c) Quando chove, a cidade fica insuportável.______________________
d) Não gostei do filme, os acontecimentos são muito previsíveis.________
e) Não empresto meus CDs a ninguém.__________________________

4. Sublinhe os verbos e coloque nos parênteses o número de orações existentes em cada período. (Lembre-se: numero de verbos = número de orações)

(              ) Hoje é sábado de carnaval e os jovens estão animadíssimos.
(              ) O governo deve garantir a educação de todas as crianças.
(              ) Olhei, gostei, tinha dinheiro, portanto comprei.
(              ) Fui à cidade, assisti ao filme que queria e voltei para casa.
(              ) Comprei um bilhete de loteria e fiquei milionária.
(              ) Sua mãe acaba de chegar à reunião.

5.  Identifique o que se pede abaixo:

a) Um homem estranho esteve aqui
VERBO:______________________________________________

SUJEITO:_____________________________________________

NÚCLEO DO SUJEITO:_________________________________

PREDICADO:__________________________________________ 

b) Os alunos do 7º ano estão se esforçando nos estudos.
VERBO:______________________________________________

SUJEITO:_____________________________________________

NÚCLEO DO SUJEITO:__________________________________

PREDICADO:__________________________________________ 

c) O amor á mãe é fundamental.
VERBO:______________________________________________
SUJEITO:_____________________________________________
NÚCLEO DO SUJEITO:__________________________________
PREDICADO:__________________________________________ 
d) Virou uma fera o meu pai.
VERBO:______________________________________________

SUJEITO:_____________________________________________

NÚCLEO DO SUJEITO:__________________________________

PREDICADO:__________________________________________ 

e) As estrelas não eliminam a noite.
VERBO:______________________________________________
SUJEITO:_____________________________________________
NÚCLEO DO SUJEITO:__________________________________
PREDICADO:__________________________________________ 

f) Pedro chegou estressado em casa.
VERBO:______________________________________________
SUJEITO:_____________________________________________
NÚCLEO DO SUJEITO:__________________________________
PREDICADO:__________________________________________ 

6. Compreensão do texto:           Na ponta do nariz
Tiago chateado chegou perto da mãe, dizendo que estava com um problema muito grave e justo no dia em que Daniela, a menina mais bonita da turma ia visitá-lo. Dona Iara tentou acalmá-lo, explicando que muitos garotos já passaram pelo mesmo problema.
Quando a mãe, dando por resolvido o problema, ia se afastando, Tiago voltou à carga:
- Se a senhora pensa que está me convencendo, enganou-se. E não vá saindo de mansinho, que meu problema ainda não está resolvido.
Ela quase riu. Disposta a continuar a conversa com o filho, dona Iara aproximou-se dele:
- Está bem, Tiago. Vamos resolver seu problema!
- Como?
- Não sei. Talvez passando um pó... ou algo parecido.
- Você está louca?
- Um pedaço de esparadrapo ou band-aid.
- Ficou pior.
- Quer que eu te leve ao médico?
- Também não é tão grave assim!
- Que tal pegar um lençol e fazer dois furos?
- Gozação, mãe? Eu tô sofrendo!
Ela não respondeu. Silêncio. Momento de decisão.
- Você quer que eu resolva? (mostrando os polegares) Resolvo já. Venha cá e pare com isso de uma vez!
Nesse momento, um som estridente de campainha invadiu o cômodo onde conversavam, interrompendo-os.
- Chiii... É ela!
Silêncio.
De novo a campainha irritante.
- Quer que eu vá lá e diga que você não está?... Que você não está bem e não pode fazer o trabalho?...
Ele arregalou os olhos e respondeu apressadamente:
- De jeito nenhum! Por nada deste mundo!
Em seguida foi ao banheiro, aproximou-se do espelho e mirou-se desanimado. Seu rosto redondo, cheio de saúde, apareceu refletido no cristal. E ali, bem na ponta de seu nariz, bem vermelha, redonda e exibida, uma enorme e primeira espinha a enfeitar-lhe a extremidade. Feito um vulcãozinho colorido; na ponta da estufada e redonda espinha vermelha, uma pontinha amarela. Bonita até, se não fosse no nariz dele.
Tiago respirou fundo, acariciou levemente a saliência e saiu em direção à porta.
- Com espinha ou sem espinha, lá vou eu.
E foi. Carregando consigo seu enorme problema, uma primeira e saliente espinha na ponta do nariz. Junto do problema, uma grande delícia: fazer um trabalho de classe com a menina mais querida da turma.
Edson Gabriel Garcia. Meninos e meninas; emoções, sentimentos e descobertas. São Paulo, Loyola, 1992.

1. Quem são as personagens da história? ____________________________
2. O que havia de diferente no corpo de Tiago? _______________________
3. Por que Tiago se preocupou tanto? ______________________________
4. Assinale a alternativa correta de cada item:
a. “Quando a mãe, dando por resolvido o problema, ia se afastando, Tiago voltou à carga”.
A expressão em destaque, no trecho acima, significa:
(              ) Tiago recomeçou a falar sobre o mesmo assunto.
(              ) Tiago voltou e pegou algo pesado.
(              ) Tiago começou a chorar.
(              ) Tiago resolveu espremer a grande espinha.
(              ) Todas as alternativas estão corretas.

b. “Tiago respirou fundo, acariciou levemente a saliência e saiu em direção à porta”.
Respirar fundo, no trecho acima, significa:
(              ) Encher os pulmões de ar.
(              ) Criar coragem.
(              ) Prender a respiração.
(              ) Pensou muito.
(              ) Todas as alternativas estão erradas.
5. O que fez com que Tiago enfrentasse o problema? ______________________

19 comentários:

  1. Este comentário foi removido pelo autor.

    ResponderExcluir
  2. Haveria a possibilidade de enviar o gabarito? Desde já muito obrigada pelos exercícios, está sendo de grande ajuda. Fico no aguardo.
    Lilian

    ResponderExcluir
  3. tem gabarito?? envia para meu email graziwelter@hotmail.com.br

    ResponderExcluir